19/11/2019 Esporte & Lazer


Natação: superando a limitação e aprendendo a nadar sem medo
 
A Natação é um dos exercícios físicos mais completos que existem, mas muitos ainda possuem medo de nadar. A natação é um esporte para todos. Não à toa, muitos pais colocam os filhos ainda crianças para iniciar na prática. Adolescentes, adultos, idosos, não importa a idade, todo mundo pode nadar! Apesar disso, um obstáculo que impede algumas pessoas de praticar a natação é o medo. Não são incomuns casos de indivíduos com medo de se afogar na piscina, por exemplo.
 
Ainda que haja medo, é possível superar essa limitação e aprender a nadar.
 
Como perder o medo de nadar?
 
Ter a vontade de aprender a nadar é o primeiro passo para perder o medo. É preciso levar em consideração diversos fatores, mas o principal deles deve ser a saúde. Natação é um esporte completo que ajuda a trabalhar diversas áreas do corpo. A prática da natação ajuda a emagrecer, a tonificar os músculos, a melhorar a respiração, entre outros benefícios. Isso já é motivo suficiente para perder o medo de nadar.
 
Mas outra questão é que se deve buscar a superação dos temores e traumas. A natação pode ser uma forma simples de conseguir dar um passo nesse sentido. Perdendo o medo de nadar, conseguindo se divertir com o esporte, a pessoa abre portas para superar também outros medos.
 
Dicas para acabar com a fobia
 
Não sentir vergonha - Muita gente, principalmente quando já adulto, fica com receio de falar que não sabe nadar, que tem medo. Não há motivo para constrangimento. Nem todos nascem com o dom ou são tranquilos a ponto de tentar por si próprios.
 
Pedir ajuda - Quem tem medo de cair na água deve contar com ajuda profissional. Aprender a nadar demanda um processo que pode durar alguns meses. Por isso, além de não ter vergonha de reconhecer o medo, deve-se entender que precisa de ajuda.
 
Não arriscar - Tentar nadar sozinho enquanto ainda não superou o medo ou não sabe, é perigoso e pode levar a acidentes. Não se pode deixar confundir pela força de vontade.
 
Vá aos poucos - Algo fundamental para perder o medo de nadar é dar pequenos passos. Se a pessoa tem receio de se afogar, por exemplo, ir logo para a parte funda da piscina só vai piorar. A sugestão é começar em uma parte mais rasa ou até colocando apenas os pés na água. Deve-se ir aos poucos, evoluindo, superando fases. Isso ajudará bastante.
 
Desistir não é opção - O medo leva à desistência. Se algo faz ficar temeroso, é tendência natural não querer mais passar por aquela situação. Mas, quando o objetivo é perder o medo, é necessário encará-lo, por isso, é preciso persistência.
 
 

 


COMPARTILHE: