MATERIAS

FIQUE POR DENTRO DO MUNDO DAS PISCINAS

Prepare sua piscina para temporada




Altas temperaturas significam piscina à vista. Mas antes de pensar no mergulho, é necessário  garantir água limpa, balanceada e saudável, e adotar essas medidas para assim mantê-la durante toda a temporada. 
 
ÁGUA LIMPA
 
Água limpa é aquela livre de sujeira física visível, de boa aparência, transparente e cristalina. Neste processo é importante verificar se todos os equipamentos estão funcionando perfeitamente: filtro, bomba, coadeira, pré-filtros, aspirador, mangueira, peneira etc.
Também é necessário remover toda a sujeira visível que fica suspensa na água ou depositada nas superfícies internas. Caso a sua piscina apresente grande quantidade de detritos e folhas, lembre-se de removê-los manualmente antes de colocar qualquer equipamento em funcionamento, pois sujeiras maiores podem causar entupimento das tubulações. 
Mantenha o deck da piscina sempre limpo para evitar que sujeiras sejam conduzidas para a água da piscina.
 
Dica: utilize GENFLOC® CLARIFICANTE E AUXILIAR DE FILTRAÇÃO GENCO®, que clarifica a água da piscina, aumenta o rendimento do filtro de areia e reduz o tempo de filtração.  
 
Limpe com frequência as bordas da piscina com  LIMPA-BORDAS GENCO®, pois poeiras, fuligens e  outras sujeiras caem frequentemente sobre a  superfície da água e são arremessadas contra as  paredes impregnadas de gordura pegajosa,  sobre  as quais se fixam. O uso rotineiro de LIMPA-BORDAS GENCO® elimina das bordas da piscina os depósitos de óleos e gorduras, além de quebrar o ciclo de desenvolvimento do mosquito Aedes Aegypti (dengue, zika e chikungunya).
 
ÁGUA BALANCEADA 
 
Água balanceada é aquela que não produz irritação nos olhos e mucosas dos banhistas, não corrói  equipamentos, cimento ou argamassa, não deposita incrustações e assegura a eficácia da ação dos produtos químicos. Pode se manter uma água balanceada mantendo o pH, a alcalinidade total e a dureza cálcica dentro da faixa ideal.
 
A – pH
Indica de forma simples e objetiva se a água está ácida (pH inferior a 7), neutra (pH igual a 7) ou básica (pH superior a 7). O pH da água de piscinas deve ser mantido sempre dentro da faixa ideal para garantir eficácia à desinfecção, conforto aos banhistas e proteção dos equipamentos metálicos. O teste de pH deve ser realizado, diariamente, com ESTOJO DE TESTES GENCO® “3 em 1”- OT ou ESTOJO DE TESTES  GENCO® CL/pH ou
FITA TESTE GENCO® “4 em 1”
 
Caso o resultado de seu teste indique que o pH está acima de 7,8 utilize pH MENOS GENCO® para baixá-lo. Se o pH estiver abaixo de 7,2 utilize pH MAIS GENCO® para elevá-lo. 
 
B – Alcalinidade total
É a soma das concentrações de diversos sais alcalinos que confere estabilidade ao pH e facilita seu controle. É importante que a Alcalinidade Total em águas de piscinas seja mantida na faixa ideal. Sendo que esta faixa depende do cloro utilizado. De 80 a 100 ppm quando há uso de POOL-TRAT®CLORO GRANULADO GENCO® 
 
O teste de alcalinidade total deve ser realizado semanalmente com ESTOJO DE TESTES GENCO® “3 em 1” OT ou ESTOJO DE TESTES GENCO® AT ou FITA TESTE GENCO® “4 em 1”.
 
Sua eventual correção deve ser feita com pH CERTO GENCO®, recomendado para elevar a alcalinidade total em águas de piscinas e pH MENOS GENCO® para diminuir . 
 
C – Dureza cálcica
É a concentração de sais de cálcio dissolvidos. Se estiver fora da faixa ideal e o pH e Alcalinidade Total estiverem desajustados pode causar turbidez da água, incrustações nas superfícies, corrosão e dimi-nuição da eficiência do cloro. 
A dureza cálcica recomendada para água de piscina  situa-se na faixa ideal de 200 a 400 ppm. Seu teste  deve ser realizado mensalmente com ESTOJO DE TESTES GENCO® DC e sua eventual correção com  GENCÁLCIO®, recomendado para elevar a dureza cálcica em águas de piscinas.
No caso de dureza cálcica muito alta deve ser realizada a troca de pelo menos 1/3 da água da piscina por outra água com dureza cálcica baixa. 
 
ÁGUA SAUDÁVEL
Somente a presença de cloro na água pode garantir água saudável, ou seja, aquela que é mantida devidamente desinfetada, livre de germes e de outros microrganismos ou contaminantes que possam deteriorar seu aspecto, cor, odor ou comprometer a desinfecção e causar desconforto ao usuário. 
 
A cloração deve ser um processo contínuo, com manutenção de 2 a 4 ppm sempre presente, já que a chance de contaminações à piscina é constante. 
Dica: confie a cloração de sua piscina a um dos cloros GENCO®.
 
E como a água da piscina se polui e contamina?
Durante o uso, banhistas deixam na água cabelos, pelos, cosméticos, células mortas, óleos da pele, suor, urina e outras secreções, além de seus próprios micror-ganismos. Mesmo com a piscina sem uso, os agentes atmosféricos, como ar, vento, chuvas, trazem poeiras, insetos, folhas, algas, fungos e bactérias. A própria água de abastecimento, conforme sua origem,  pode  conter  alguns  ou  todos  esses  contaminantes. Os organismos vivos encontram nessa mistura um meio altamente propício para crescer e se multiplicar, ameaçando a saúde e o bem-estar dos banhistas, assim como a aparência da água. 
A limpeza física eficiente elimina a parte visível desta poluição (folhas, insetos etc.), mas as demais, que são invisíveis aos olhos, misturam-se a água, passam pelo meio filtrante e entram em contato com os usuários.
 
E aquele cheiro forte de cloro na água?
Conhecido como cloraminas, trata-se do composto formado pela reação do cloro livre da água com o nitrogênio amoniacal proveniente de suor, urina, óleos e etc. É o verdadeiro responsável pelo “cheiro característico ” de cloro da água, quando na verdade ele só se forma em águas com pouco cloro. Tem poder desinfetante reduzido. 
 
A oxidação frequente preserva a ação do cloro?
A oxidação – ou “queima” – é o processo utilizado no tratamento de águas de piscinas para destruir poluentes que consomem o residual de cloro livre, causam turbidez na água, odores desagradáveis e irritação da pele e dos olhos. Realizando oxidação de choque semanalmente com SUPER TRATAMENTO SEMANAL GENCO® a eliminação destes e outros contaminantes orgânicos é feita mais rapidamente, com maior eficácia e o residual de cloro fica livre para a tarefa de desinfecção, na qual é imbatível. 
 
O sol também ameaça o residual de cloro?
A mesma luz solar que propicia o uso da piscina com maior alegria e prazer também ameaça a ação  desinfetante do cloro. A luz ultravioleta destrói até 90% do residual de cloro livre em 2 a 3 horas de exposição ao sol forte. É impossível manter o residual de cloro por várias horas numa água exposta ao sol, a menos que se faça uso de Cloros Estabilizados GENCO® que diminui a ação destrutiva dos raios ultravioleta sobre o residual de cloro permitindo mantê-lo o tempo todo dentro da faixa recomendada, com muita economia.