Edição 81 - Primavera/Verão 2018


 

GENCO COMPLETA 45 ANOS

 

"Como uma das principais empresas em seu segmento"

 

reportagem: Luciana Caczan

 

 

Todos os anos, milhares de brasileiros desfrutam de momentos inesquecíveis em suas piscinas. Reúnem a família e os amigos para aproveitar a alta estação e criar novas lembranças para serem contadas às futuras gerações.

 

O que eles não sabem é que por trás do azul límpido da água em que brincam, estão produtos que nasceram de uma história de persistência, superação e amor ao trabalho.

 

Em 1973, Alcides Lisboa, químico, então com 30 anos, tinha acabado de sair da empresa em que trabalhara por 10 anos sem saber o que seria de sua vida profissional.

 

Foi quando recebeu o convite de um amigo especialista em tintas, para que, juntos, iniciassem uma empresa de revestimentos. Assim, com a necessidade de formalizar a empresa para que pudessem importar a matéria prima, a Genco (junção dos inícios das palavras General Coating) foi criada.

 


 

Os primeiros anos

 

Como toda empresa, os primeiros anos da Genco foram pautados por erros e acertos. Ao descobrirem que o valor da importação da matéria prima necessária para fabricar o revestimento sairia maior que o orçamento do qual dispunham, os sócios precisaram reavaliar seus planos.

 

A empresa estava montada, éramos em dois sócios e não sabíamos o que fazer com ela”, conta Alcides.

 

Enquanto decidiam se fechavam ou tentavam novamente, o sócio de Alcides teve uma ideia. Ele se lembrou de um material que havia importado para uma empresa que havia falido e logo perguntou ao amigo por que não o vendia.

 

O material em questão servia como algicida para piscinas e, após fazer as formulações e criar um rótulo, Alcides foi de porta em porta tentar vender o produto.

 

Foram dois anos de muitas lutas, muito conhecimento técnico, vontade e, sobretudo, bastante conversa. Alcides conseguiu introduzir o produto no mercado e logo começou a ganhar fama e a preferência dos clientes.

 

Ao mesmo tempo, o sócio de Alcides decidiu que não queria trabalhar na nova empresa e o químico, decidido, resolveu tentar a sorte com a Genco.

 


 

Piscina em tempo integral

 

 

Ao se ver sozinho a frente de um empresa pequena e jovem, Alcides sequer hesitou. Agora, a piscina era seu negócio em tempo integral e ele faria de tudo para que o empreendimento fosse bem-sucedido.

 

Partiu para a criação de outros produtos. Alcides adquiriu uma máquina de tabletização para fabricar tabletes de cloro, cuja matéria prima vinha dos Estados Unidos. Para combinar com os tabletes, o químico também fez um molde de um clorador flutuante.

 

Mesmo concorrendo com empresas que já faziam parte do mercado brasileiro, Alcides pode acompanhar o crescimento estável da Genco com muita satisfação.

 

Outros produtos foram nascendo e, de químico responsável e vendedor principal, Alcides, agora, era o diretor. Começou, então, a contratar colaboradores para ajudá-lo na demanda.

 

Nesses 45 anos, nossa história tem sido subir degrau por degrau. Não houve algo que fez com que a Genco se tornasse o que é do dia para a noite. Foi um crescendo bem gradativo, fruto de muita pesquisa e desenvolvimento. Principalmente no Brasil, ser empresário é ser sobrevivente. É preciso saber dançar conforme a música”, revela.

 

Hoje, Alcides, aos 75 anos, ainda é o ponto central da Genco. Todas as amostras químicas passam por ele, bem como as decisões mais importantes da empresa como um todo. São cerca de 90 funcionários que trabalham em um clima de grande família.

 

 


Incêndio destruidor

 

Na madrugada de 16 de fevereiro de 2003, Alcides recebeu uma ligação informando que a fábrica estava pegando fogo. Imediatamente, compreendeu que o incêndio seria difícil de ser contido devido à própria natureza dos produtos. No dia seguinte, a Genco estava no chão.

 

Decidido a recomeçar, o diretor conta que o trabalho de equipe foi essencial para reerguer a empresa: “localizamos um novo local (onde se encontra até hoje), reformamos o prédio e trabalhamos”.

 

Fornecedores se prontificaram a ajudar emprestando equipamentos e, os principais clientes, esperando até que a Genco voltasse a funcionar normalmente, não permitindo que os concorrentes se aproveitassem do momento vulnerável.

 

Gradativamente as coisas começaram a voltar ao normal e a constatação do diretor não poderia ser diferente: “renascemos como a fênix. Todo mundo colaborando e a empresa voltou ao mercado crescendo”.

 

A trajetória do diretor começou há 45 anos, mas não tem data para terminar. Aposentadoria? Nem pensar! “A Genco® corre nas minhas veias”, finaliza.

 


 


COMPARTILHE:

Copyright © 2018 GENCO® | Todos Direitos Reservados

www.genco.com.br | www.gencopet.com.br | www.aquatrat.ind.br