MATERIAS

FIQUE POR DENTRO DO MUNDO DAS PISCINAS

Reabrindo a piscina para a primavera




É CHEGADA A PRIMAVERA COM PROMESSAS DE DIAS ENSOLARADOS E QUENTES. QUE TAL REFRESCAR-SE NA ÁGUA DA PISCINA? 
AH, A PISCINA… BEM, SE ELA FICOU ABANDONADA DURANTE O INVERNO, ANTES DE QUALQUER COISA, VAMOS TER DE TRATAR SUA ÁGUA E RESTABELECER AQUELA QUALIDADE CONVIDATIVA AO MERGULHO. 
SE O TRATAMENTO NÃO FOI ABANDONADO, MELHOR. MESMO ASSIM, ESTA É UMA BOA HORA PARA RECICLAR CONHECIMENTOS E APRENDER NOVOS CONCEITOS QUE PODERÃO TRAZER MAIS RAPIDEZ PARA A REABERTURA DA PISCINA, MAIS FACILIDADE NA SUA MANUTENÇÃO E MAIOR QUALIDADE PARA SUA ÁGUA.
 
 
Cuidados Preliminares 
 
Verifique se todos os equipamentos de sua piscina, como filtro, bomba, coadeira, aspirador, mangueira, cesto pré-filtro, escova etc. estão em boas condições de uso. Os que não estiverem  funcionando satisfatoriamente deverão ser consertados ou substituídos.
 
Limpeza Física 
 
É preciso remover toda a sujeira visível que fica suspensa na água ou depositada nas superfícies internas. Caso a sua piscina apresente grande quantidade de detritos, folhas etc., lembre-se de removê-los manualmente antes de colocar qualquer equipamento em funcionamento, pois sujeiras maiores podem causar o entupimento das tubulações. 
 
A Reabertura 
 
A reabertura da piscina deve começar por duas etapas preliminares: 
 

A – OXIDAÇÃO E CLARIFICAÇÃO para eliminar materiais orgânicos que tenham se acumulado no período, e

 

B – ESTABILIZAÇÃO DA ÁGUA ou ajustamento de seu EQUILÍBRIO FÍSICO-QUÍMICO para que ela possa sofrer desinfecção regular eficiente e não seja agressiva para banhistas e equipamentos.

 

 

Caso o tratamento tenha sido interrompido por longo tempo e sua reabertura requeira muitas retrolavagens do filtro, a ordem acima deve ser seguida para evitar perda de água tratada. 
 
Quando a água se encontra razoavelmente limpa e não demanda retrolavagens do filtro, pode-se inverter a ordem acima, o que permitirá liberá-la para os banhistas em tempo mais curto. 
 
Depois dessas providências vem a parte mais importante: a escolha do tipo de cloro mais conveniente às suas necessidades e a adoção de uma rotina de tratamento a ser seguida para que a água seja mantida sempre bonita e saudável, livre de germes que podem causar doenças ou contaminantes que possam comprometer sua qualidade. Veja a matéria “A manutenção da piscina na temporada” na p. 28. 
 
 
OXIDAÇÃO E CLARIFICAÇÃO
 
Oxidação – Água que tenha ficado sem tratamento por algum tempo precisa inicialmente sofrer uma oxidação de choque para eliminar os contaminantes orgânicos que se acumularam no período, os quais, se presentes quando a água receber cloro para sua desinfecção, poderão inativá-lo. Ao mesmo tempo, essa água precisará ser clarificada para livrá-la dos resíduos dessa oxidação e de outros materiais que lhe roubam a transparência.
 
A oxidação de choque pode ser feita de duas maneiras diferentes: 
 

OXIDAÇÃO DE CHOQUE

 

com POOL-TRAT

Cloro Granulado Genco

 

 

com OXIGENCO

Oxidante Genco

Ajuste o pH para a faixa de 7,4 a 7,6. Adicione 25 gramas de POOL-TRAT® Cloro Granulado Genco para cada 1.000 litros de água, com a filtração em funcionamento. A dosagem do produto pode ser espalhada sobre a superfície da água, mas em piscinas de fibra, vinil ou pintadas deve-se pré dissolvê-lo num balde com água da própria piscina e espalhar essa solução pela superfície. (A piscina só poderá ser utilizada quando o residual de cloro baixar à faixa normal de 1 a 3 ppm, desde que os demais itens da reabertura tiverem sido concluídos)

 

Ajuste o pH para a faixa ideal de 7.4 a 7.6.

Adicione 500 g de OXIGENCO8 Oxidante Genco® para cada 40.000 litros ele água da piscina ou fração. Mantendo a água <la piscina em filtração, distribua a quantidade necessária de OXIGENCO diretamente, sobre a superfície da água. Não é necessário pré-dissolver. OXIGENCO não causa manchas (descoloração) em piscinas de fibra, vinil, superfícies pintaria ou trajes esportivos. A piscina pode ser utilizada 15 minutos depois, se os demais itens da reabertura tiverem sido concluídos e a água já tiver recebido dosagem desinfetante de cloro (OXIGENCO não é desinfetante!).

 

 

Clarificação – tem a finalidade de aglomerar partículas muito pequenas de sujeira para que o filtro possa retê-las, aumentando, dessa forma, a eficiência da filtração.
 
É feita adicionando-se 3 a 6 ml de GENFLOC Clarificante e Auxiliar de Filtração Genco® diretamente 1L água da piscina. Manterá filtração funcionando por pelo menos 6 horas seguidas. Retrolavar o filtro sempre que o mesmo atingir a pressão recomendada pelo fabricante.
 
GENFLOC Clarificante e Auxiliar de Filtração Genco é compatível tanto com POOL-TRAT Cloro Granulado Genco®  como com OXIGENCO®; isto permite seu uso logo após a adição de qualquer um desses produtos para fazer a clarificação ao mesmo tempo que a oxidação de choque. 
 
No dia seguinte, a água deverá estarei ara e transparente. É hora de aspirarmos os sedimentos que se assentaram no fundo e nas paredes para completar esta etapa e a piscina estará pronta para a fase seguinte do tratamento. 
 
ESTABILIZAÇÃO DA ÁGUA
 
Como já vimos, a finalidade desta etapa é colocar a água em condições que garantam a melhor eficiência dos produtos que serão utilizados no tratamento e em equilíbrio físico-químico que impeça sua agressividade para os banhistas e equipamentos. Compreende o acerto dos seguintes parâmetros:
 
1. Estabilização do residual de cloro – tem a finalidade de evitar que o cloro utilizado como desinfetante seja destruído pela luz solar. Adicione 50 ppm (50 g/m3) de STABILCLOR Estabilizante de Cloro Genco & diretamente sobre o ralo de fundo da piscina, com a filtração em funcionamento. Com escovão, empurre para o ralo os grânulos que não forem aspirados automaticamente pelos mesmos. Não faça a retrolavagem do filtro nas 48 horas seguintes.
 
2. Estabilização do pH ou alcalinidade total – visa evitar que o pH da água varie constantemente, prejudicando a eficiência da desinfecção ou provocando irritação nos banhistas e corrosão nos equipamentos. Analise a alcalinidade total da água com GENKIT® AT e corrija-a para a faixa recomendada com pH CERTO®  Estabilizante de pH Genco®, conforme o produto que utilizará para cloro a água diariamente, como segue:
 
Adicione a dosagem de pH CERTO®  diretamente à superfície da piscina com a filtração com funcionamento. O produto é rapidamente dissolvido. 
 
3. Dureza cálcica – deve ser ajustada para a faixa de 200 ppm a 400 ppm para evitar que a água se torne corrosiva aos equipamentos ou que depósito sobre eles seu excesso de cálcio. Analise-a com GENKIT® DC e utilize GENCÁLCIO® para aumentá-la, se necessário. Cada 15 g/m3 de GENCÁLCIO®  aumenta a dureza cálcica em 10 ppm. Águas com dureza cálcica superiores a 400 ppm deverão ter parte de sua água substituída (por água de dureza baixa).
 
Adicione a dosagem necessária diretamente sobre a água, com a filtração em funcionamento. 
 
Ajuste do pH – feitos os acertos acima, será preciso ajustar o pH para a faixa de 7,4 a 7.6. Analise o com GENKIT® Cl/pH e utilize e pH-MAIS para aumentá-lo ou pH-MENOS para baixá-lo. 
 
 
A DESINFECÇÃO 
 
Agora já lemos as condições adequadas para iniciar o tratamento de desinfecção com cloro, condição essencial para que a água possa ser mantida bonita e saudável, permitindo os bons mergulhos da temporada que promete ser das melhores. Isso será conseguido mantendo-se na água o tempo todo um residual de cloro livre na faixa de 1 a 3 ppm. Existem diversas formas e diferentes produtos para fazê-lo convenientemente. Escolha o método mais adequado em “A manutenção da piscina na temporada” na p. 28, siga atentamente as instruções e tenha uma ótima temporada.