Revista Pool-life | Edição 68


SE VOCÊ SENTE FORTE CHEIRO DE CLORO NA ÁGUA DA PISCINA, ISSO NÃO INDICA EXCESSO DE CLORO, MAS SIM FALTA DELE.
 
 
Talvez o problema mais comum em piscinas de uso intenso e, com certeza, o menos entendido por usuários e tratadores em geral é o cloro combinado, também chamado de cloramina.
 
As cloraminas deixam a água opaca, com cheiro desagradável (de cloro!) e, nos banhistas, podem causar irritações na pele e olhos e afetar o sistema respiratório. Nas piscinas internas, soma-se outro problema: o ar do ambiente se torna irrespirável e pode provocar reações alérgicas, especialmente em crianças.
 
Os banhistas, que sentem o problema, especialmente nas narinas, pele e olhos, acabam culpando, imediatamente, o tratador da água pelo “excesso de cloro”. Muitos pais, que sentem o ar irrespirável do ambiente, também suspeitam do “excesso de cloro que deve haver na água” pois o cheiro espalha pelo recinto; alguns chegam a levar seus filhos ao médico para examinar os olhos constantemente irritados e recebem o diagnóstico: “alergia ao cloro da água da piscina”. Esses são apenas alguns dos exemplos mais comuns — todos frequentemente testemunhados em Piscinas de escolas, academias, clubes, condomínios e residências — que evidenciam quanto o cloro combinado (ou cloraminas) e o correto tratamento da água continuam desconhecidos por usuários, tratadores, profissionais do esporte e até da saúde.
 
 
 
Nota: para efeito de simplificação a molécula de amônia está sendo utilizada para representar o composto nitrogenado. Na verdade, no lugar de cada átomo de hidrogênio, poderíamos ter um radical orgânico ou inorgânico com diversos graus de complexidade.
 
A causa do problema, em quase 100% dos casos, é justamente o contrário: a insuficiência de cloro livre residual. O cloro livre, que mata os germes e ajuda a prevenir a disseminação de doenças de veiculação hídrica, também oxida contaminantes produzidos pelos banhistas, como suor, óleos da pele, urina e outros compostos que contém nitrogênio amoniacal, mantendo a água clara, transparente e inodora, desde que seu residual seja pelo menos dez vezes maior do que a carga de nitrogênio amoniacal. Se o nível de cloro livre não é suficientemente alto para oxidar inteiramente esses compostos de nitrogênio, a oxidação para no meio do caminho, tendo como produto final as cloraminas (mono, di e/ou tricloramina), que conferem à água (e ao ar) essas características indesejáveis (o cloro livre, mesmo com residual de 20 ppm, não transmite odor). A tabela na página anterior ilustra a formação do cloro combinado.
 
COMO RESOLVER O PROBLEMA
 
A única forma de destruir as cloraminas é a oxidação de choque, que consiste na aplicação, de uma só vez, de alta dosagem de um produto fortemente oxidante na água. Para isso existem três opções básicas, cada uma delas aplicada em situações específicas quanto ao tipo de uso da piscina.
 
1 A oxidação de choque com cloro – ou supercloração – que consiste em adicionar à água uma dosagem de cloro igual a pelo menos dez vezes o residual de cloro combinado presente. Após essa operação, é necessário esperar que o residual de cloro diminua aos níveis normais para permitir o uso da piscina por banhistas, o que pode demorar várias horas. Para essa operação, deve ser utilizado, de preferência, um cloro granulado com alto teor e rapidamente solúvel, como POOL-TRAT Cloro Granulado GENCO® ou GENCLOR Granulado Cloro Estabilizado GENCO®.
 
2 A oxidação de choque com OXIGENCO® - apresenta várias vantagens, como a de não formar cloraminas, destruir os contaminantes de forma proporcional à dosagem aplicada, permitir a liberação da piscina 30 minutos após a aplicação do produto, entre outros benefícios. OXIGENCO Oxidante GENCO® é o produto ideal para piscinas que não podem permanecer interditadas por muito tempo.
 
3 A oxidação de choque com “SUPER” TRATAMENTO SEMANAL GENCO® - Além de realizar a oxidação, ao mesmo tempo clarifica, desinfeta e elimina as algas eventualmente presentes. Também apresenta as vantagens de não formar cloraminas, destruir os contaminantes de forma proporcional à dosagem aplicada e permitir a liberação da piscina 30 minutos, após sua aplicação. “SUPER” TRATAMENTO SEMANAL GENCO® é ideal para uso frequente em piscinas de residências, hotéis, condomínios, que preferem tratamento simples e eficaz com múltiplas ações simultâneas.
 
COMO PREVENIR O PROBLEMA
 
Quando consideramos que banhistas em atividade na água liberam certa quantidade de suor, oleosidade e escamações de pele, entre outros contaminantes, e o residual de cloro não pode estar ausente da água, especialmente enquanto ela estiver em uso, fica fácil entender que é impossível eliminar a formação de cloraminas. Mas, com boas práticas de manutenção, pode-se evitar que seu acúmulo chegue ao ponto de sua presença ser notada e desconfortante.
 
VEJA ALGUNS PROCEDIMENTOS:
 
Faça a oxidação de choque sempre que o residual de cloro combinado for maior que 0,2 ppm, de preferência com oxidantes sem cloro (opções 2 e 3 acima). Para a maioria das piscinas de uso regular uma vez por semana é o ideal; já as de uso muito intenso podem requerer oxidações de choque mais frequentes e até diárias.
 
Mantenha o residual de cloro livre entre 2 e 4 ppm o tempo todo (X), o pH entre 7,4 a 7,6, e a alcalinidade total ajustada (80 a 120 ppm), em função do tipo de cloro utilizado.
 
Sempre que houver previsão de uso intenso e antes de chuvas fortes, reforce o residual de cloro livre.
Retro lave muito bem o filtro e despreze boa quantidade de água em cada retro lavagem.
Escove e aspire as superfícies da piscina com frequência para remover as sujeiras com as quais o cloro reage. Isso manterá a formação das cloraminas no menor nível possível.
 
(*~ Piscinas sujeitas à fiscalização sanitária, devem consultar o órgão local de vigilância sanitária.
 
 
RESULTADO PRECISO
DOS RESIDUAIS DE CLORO LIVRE E CLORO COMBINADO?
 
O ESTOJO DE TESTES CL/CC GENCO® permite análises precisos tanto do residual de cloro livre como de cloro combinado. Diferenciando um do outro, é possível identificar os eventuais problemas da água e a hora certa de fazer oxidações de choque.
A venda nos revendedores GENCO®

COMPARTILHE:

Copyright © 2018 GENCO® | Todos Direitos Reservados

www.genco.com.br | www.gencopet.com.br | www.aquatrat.ind.br