Texto extraído da POOL-LIFE Nº 62

Evaporação ou Vazamento?

Por Lucimara M. Ito

Frequentemente recebemos dúvidas de consumidores, do tipo: "O nível da água da piscina está diminuindo a cada dia. Qual a causa? A piscina está com vazamento?". Outros nos perguntam: "Qual a média de evaporação da água de uma piscina?".

Evidentemente, a taxa de evaporação da água varia de piscina para piscina, conforme sua localização geográfica e os diversos fatores que influenciam a mudança de estado físico desse líquido, entre os quais podem ser citados:

temperatura da água;

temperatura do ar;

umidade relativa do ar;

velocidade do vento;

pressão barométrica;

pressão de vapor saturado;

características físico-químicas da água e

agitação da água.

Por isso, temos evaporação maior em águas de piscinas das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país, onde o clima se caracteriza por temperaturas elevadas e baixa umidade.

Conhecendo os fatores acima é possível determinar , através de equações matemáticas, a taxa de evaporação de uma, massa de água, porém nenhuma equação será tão precisa quanto o teste prático e simples que descrevemos abaixo:

1. Colete num recipiente plástico de cerca de 10 a 20 litros uma quantidade de água da própria piscina, de preferência logo no início do dia.

2. Coloque o recipiente num degrau da piscina, ou preso à escada, submergindo-o até que o nível de água dentro dele fique na mesma altura do nível de água da piscina; use calços adequados para mantê-lo na posição; no caso de um saco plástico, podem-se utilizar flutuadores para mantê-lo à superfície da água. Aqui o objetivo é submeter as duas massas de água - a da piscina e a do recipiente - às mesmas condições de temperatura, insolação e exposição.

3. No final da tarde, verifique se há diferença entre o nível da água do recipiente e o da piscina.

Se os níveis forem iguais, significa que a perda de água se deve à evaporação somente e que não há perda de água por outras vias. Porém, se o nível da água da piscina for mais baixo do que no recipiente, pode-se concluir que a piscina está perdendo água por outros meios, isto é, vazamentos. Esses vazamentos deverão ser investigados e estancados. Água, especialmente quando bem tratada, é um bem valioso e nunca deve ser perdida.

Lucimara M. Ito é química e trabalha no Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Genco desde 1997.



POOL-LIFE Revista da Piscina - Todos os direitos reservados - Web Designer